Reflexões

//subscrever feeds

Posts

Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

Assim
que o dia amanheceu
lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir
Cadê você que solidão
Esquecer ai de mim

Em fim
de tudo o que há na terra
Não há nada em lugar
nenhum
Que vá crescer sem você chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri

Amar é um deserto e seus temores
Vida que vai nas celas dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor
Vem me fazer feliz por que eu te amo
Você deságua em mim e eu oceano
e esqueço que amar é quase uma dor
Só sei
Viver
Se for por você

Em fim
de tudo o que há na terra
Não há nada em lugar
nenhum
Que vá crescer sem você chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri

Amar é um deserto e seus temores
Vida que vai nas celas dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor
Vem me fazer feliz por que eu te amo
Você deságua em mim e eu oceano
e esqueço que amar é quase uma dor
Só sei
Viver
Se for por você

publicado por Rosângela às 13:56

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.