Reflexões

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

//pesquisar
 
//Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


//comentários recentes
muito bom!
Que linda é sua filha! Tomara que vc logo mate sau...
Nossa Ro eu tambem fico tao tocada quando vejo o p...
ooiiiee Guerreira. Deus Abençoe!Jesus O Pão da vid...
Olá, bom dia,vim lhe retribuir a visita e o coment...
Realmente. a natureza é algo maravilhoso de Deus!a...
MARANATA!!!!!DEUS ABENÇOEEE!
Poxa, sem palavras...PRECISO DE FOME!!!q nunca tiv...
Eu quero as chuvas de Deus na minha vida e vou con...
É realmente não há amor maior que o do Pai dos Pai...
//arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


//favorito
//subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

Posts

Sábado, 26 de Julho de 2008



por Abigail Linhares

Lendo um artigo do site http://sexxxchurch.com/ (um site evangélico que prega contra a pornografia de maneira criativa), resolvi também escrever sobre esse assunto que muitas vezes é um tabu e outras é uma banalidade.

Há algum tempo começamos a ouvir na mídia sobre uma tal de "mulher-melancia". Uma moça de apenas 20 anos que ficou famosa por suas enormes curvas e pela dança pornográfica que faz com a música "créu". A primeira vez que ouvi essa "música" fiquei boba em ouvir como a letra falava do sexo de maneira tão excrachada. E essa não é a primeira. Também já teve a música "adultério", "festa no apê", "um tapinha não dói", "tchan", entre outros.

É lamentável ver o rumo em que a nossa sociedade anda.  Como é que um zé ninguém faz apologia a algo tão sério e fora dos padrões de Deus e da família e acaba virando algo normal, cantado até pelas crianças?!

Por falar nelas, as meninas de 5, 7, 10 anos não têm mais infância. Usam calçados de salto alto, maguiagem, fazem a unha e o cabelo e se vestem com roupas de moda, assim como as mulheres adultas, mudando apenas o tamanho da peça. Se a mãe oferece um vestido rodado com laços e babados, não querem nem saber porque isso é coisa de "bebê".

Sexo não é mais mistério. É só prazer por prazer. Não existe amor, cumplicidade, respeito e respeito. Está uma vulgaridade geral. Os homens não respeitam as mulheres porque elas não se dão esse respeito. Fico com vergonha quando vejo na rua uma mulher com um decote enorme, uma saia minúscula ou uma calça transparente. Já ouvi diversas vezes as pessoas mais velhas dizerem que antigamente a mulher não podia mostrar nem o calcanhar que já era escandaloso. É claro que não precisamos passar para o outro extremo mas qual é o homem hoje em dia que se atrái por exemplo, por uma saia na altura dos joelhos ou com 3, 4 dedos acima dele? Passa despercebido porque ele está acostumado a ver muito mais que isso.

As mulheres estão literalmente se oferecendo. É até chato reconhecer isso porque também sou mulher, mas infelizmente essa é a verdade. É claro que não estou generalizando. Há exceções e graças a Deus eu estou nela. Mas mesmo não me vestindo da maneira citada, reparo muitas vezes o olhar dos homens para mim. É um olhar que parece dizer que eu sou um suculento pedaço de carne na vitrine do açougue pronto para ser escolhido e degustado. Que horror! Cadê o respeito?

Pela coisa estar assim tão solta, quando alguém é diferente, é admirado ou considerado um bobo quadrado. Quando defendo a virgindade até o casamento e falo firmemente contra o "ficar" os colegas no mínimo não acreditam que eu nunca tenha feito tais coisas. O pior é que isso também acontece dentro da igreja. Que pena! Jesus nos chamou para a pureza em todos os aspectos, inclusive na nossa vida sexual. Sexo não é algo errado, impuro. Foi Deus que o criou. Mas o criou única e exclusivamente para o casamento. Nem para antes, nem para fora dele.

Graças a Deus não tenho dificuldade em assumir esses princípios e convicções. Se simplesmente seguíssemos o que Deus tem para nós, evitaríamos tantas tristezas, doenças, crianças abandonadas, famílias e sociedade destruídas.

Bom, acho que misturei um pouco de tudo o que me veio à mente. Sei que a luta contra a carne é constante e não acaba nunca. Eu também luto e preciso melhorar muito. Mas Deus nos conhece e não nos julga. Ele está e sempre estará conosco. Ele nos entende porque já passou por tudo o que passamos.

Que no que depender de mim, a sociedade e o meu meio social seja puro e agradável aos olhos do Senhor. Nada de "melancias", "morangos", "samanbaias". Que não nos acostumemos com essa salada de frutas de satanás.

Fonte: Momentos

Veja: http://sexxxchurch.com/?p=209

publicado por Rosângela às 12:23
 O que é? |  O que é? | favorito

Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

www.achologia.com

por Antonio Francisco

Leitura bíblica: 1 Timóteo 6.17-21

“Amado, oro para que você tenha boa saúde e tudo lhe corra bem, assim como vai bem a sua alma” (3 Jo 2).

Minha esposa e eu estamos lendo dois livros que estão nos deixando muito animados. Um deles é o “O Ato Conjugal Depois dos 40” de Tim e Beverly LaHay com Mike Yorkey. Quando casamos lemos “O Ato Conjugal” dos mesmos autores que muito nos ajudou. Agora estamos lendo este outro livro deles falando da vida sexual do casal da meia-idade em diante. Tem sido uma experiência muito boa. Como ficamos apenas os dois em casa, tomamos o café da manhã juntos e ainda na mesa lemos o livro em voz alta intercalando a leitura entre os dois. Além de estimular a prática sexual, é interessante as dicas de saúde e cuidados que devemos ter para uma vida saudável.

O outro livro que está mexendo profundamente com minha esposa e comigo é “A semente da vitória” de Nuno Cobra, um profissional admirado e respeitado no país e no mundo como professor de educação física. A leitura é fácil e agradável. Nuno cativa a atenção do leitor com suas dicas de alimentação, exercícios físicos, o cuidado mental, emocional e espiritual. Ele diz que “saúde é entusiasmo, é disposição, é alegria de viver”. Fala do sono como algo decisivo na manutenção e elevação do nível de saúde. Ele nos chama para a mudança de novos hábitos, fazendo-nos acordar para um novo estilo de vida com relação à qualidade de vida a partir de uma vida com saúde.

A leitura desses livros tem trazido saúde para nossa vida conjugal. Temos vivido dias maravilhosos. Já temos mudado muitas coisas com respeito a alimentação. Temos evitado comer com a televisão ligada, fazemos as refeições juntos, com calma, mastigamos melhor os alimentos, temos evitado gorduras, estamos comendo muitas verduras, legumes e cereais. Diminuímos a carne vermelha, e estamos começando um planejamento de exercícios físicos como não temos feito até aqui. Não podemos esquecer que nossa vida é um todo. Ninguém pode ter vida plena tentando viver apenas para determinadas áreas da vida. Corpo e alma devem estar sempre bem.

“Saúde é entusiasmo, é disposição, é alegria de viver” (Nuno Cobra).

publicado por Rosângela às 02:11
 O que é? |  O que é? | favorito

Sábado, 20 de Outubro de 2007


por Antonio Francisco
 
A relação conjugal chega a ser um mistério profundo (Ef 5.32). Acredito que a qualidade e as implicações da intimidade de um casal, extrapolam nossa capacidade de assimilação. Depois de uma relação sexual, o casal nunca mais será o mesmo com respeito ao outro. O ato conjugal é tal, que a Bíblia chega a dizer que “aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela. Pois, como está escrito: Os dois serão uma só carne. Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele” (1 Co 6.16-17). Em outras palavras, apenas o intercurso sexual chega a ser comparado com a intimidade espiritual entre uma pessoa e Deus. E mesmo que esse ato seja com uma prostituta, o que não condiz com o padrão estabelecido por Deus para a prática sexual, mesmo assim não deixa de ter as devidas implicações.
 
Afirmo que a relação sexual é peculiar aos casados, pois assim Deus a definiu, que cada homem tenha sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido, para que se evite a imoralidade, da qual a Bíblia ainda diz que devemos fugir (1 Co 7.2; 6.18). Assim sendo, quero fazer menção de alguns benefícios proporcionados pela prática sexual entre um casal. São idéias que me vieram à mente enquanto conversava com minha esposa na manhã de hoje. São algumas idéias que não resultam de nenhum estudo; são apenas expressão do que acho e do que tenho experimentado. É uma pena que ainda exista tantos preconceitos com respeito ao sexo. Poucos têm coragem de falar nele abertamente. A pornografia e a imoralidade em geral têm criado essa imagem negativa de algo tão bom e tão de Deus quanto qualquer outra coisa boa de Deus.
 
O ato sexual é, provavelmente, o maior fortalecedor do relacionamento conjugal. É difícil encontrar palavras que consigam descrever a sensação de prazer provocada por um orgasmo. Ele dura poucos instantes. Mas, até nisso Deus foi gracioso, pois se um orgasmo não fosse tão rápido em sua duração, é provável que a pessoa perdesse a consciência. O prazer é um dos benefícios permanentes da relação sexual. É por isso que a Bíblia diz: “Desfrute a vida com a mulher a quem você ama, [...] essa é a sua recompensa na vida pelo seu árduo trabalho debaixo do sol” (Ec 9.9). E mais: “Alegre-se com a esposa da sua juventude. [...] Que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela” (Pv 5.18-19). Diz ainda o texto sagrado: “Não se recusem um ao outro...” (1 Co 7.5); isto é, façam muito sexo.
 
A relação sexual é, provavelmente, a melhor conservadora da intimidade, amor, carinho, respeito, e afeto entre um casal. É difícil imaginar um casal feliz, sem que seja feliz na vida sexual. O sexo é um protetor contra experiências sexuais extraconjugais. Um casal satisfeito sexualmente, é menos vulnerável a se atrair por alguém que esteja flertando do outro lado da cerca. Gosto de dizer que um casal bem resolvido na cama, tem força para resistir às tentações do Diabo na área do sexo (1 Co 7.5). Ao contrário do que muitos pensam, o sexo é algo bem espiritual e não carnal, ou pecaminoso.
 
Se é verdade que o sexo conserva a qualidade do casamento, como creio que é verdade, é bom ressaltar também que o coito é um excelente elo de conciliação entre um casal em discordância. Recentemente ouvi de minha esposa: “É interessante como a gente se sente mais próximo depois da relação sexual!”. E concordo com ela como sendo verdade. Por mais paradoxal que possa parecer, sábios são os casais que fazem as pazes numa relação sexual calorosa, quando em atritos. O sexo nos traz benefícios que não conseguimos explicar. Felizes os que assim viverem, pois poderão saber o que é ser um com uma pessoa e um também com o Senhor.
publicado por Rosângela às 14:05
 O que é? |  O que é? | favorito