Reflexões

Posts

Quinta-feira, 03 de Março de 2011

                      O AMOR DE DEUS

Quando eu era criança a minha mãe gostava muito de ouvir e cantar um belíssimo hino que falava do amor de Deus. Recordo com saudade o dia em que minha querida mãe colocou o disco de vinil  para tocar na nossa vitrola aquela canção de letra e melodias tão esplêndidas, profundas e tocantes, como pouco se vê, principalmente nestes últimos dias. Ela começou a copiar a música e voltava o braço da vitrola da marca ABC , que na década de 1970  era muito luxuosa, cada vez que se fazia necessário;  e pensar que hoje as músicas já vêm escritas nos encartes dos CDs. Talvez os mais jovens nem saibam o que é vitrola ou radiola.

 

 Assim nos afirma uma parte do hino que menciona o imensurável amor de Deus:

SE OS MARES TODOS
FOSSEM TINTA
E O CEU SEM FIM
FOSSE PAPEL
SE AVES TODAS
FOSSEM PENAS
E OS HOMENS TODOS
ESCRIVÃES
NEM MESMO ASSIM
O AMOR SERIA
DESCRITO EM SEU FULGOR
OH! MARAVILHA DESLUMBRANTE
DESTE ETERNAL AMOR

 

As palavras são pobres e insuficientes para expressar o amor de Deus. Em cada detalhe da natureza, podemos ver o seu toque especial de amor. Todos os animais dependem do Deus de amor para a sobrevivência deles. Desde o menor e aparentemente insignificante  inseto até o rinoceronte, considerado o maior animal, são sustentados pelo amor de Deus. As vegetações, incluindo a mais frágil florzinha até a árvore mais altaneira, recebem o cuidado incessante e proteção constante de Deus. Nenhuma folha cai sem o seu consentimento e nenhum passarinho morre, sem que ele permita. Isto é fantástico!

 

Deus, em seu infinito amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado. Deus preenche todos os nossos vazios com o seu amor inexplicável e mais profundo que o mar. Amor  ilimitado e glorioso!

 

O amor de Deus me constrange para que eu ame as outras pessoas. Ele me ama plena e incondicionalmente. Como eu poderia desprezar o meu semelhante, mesmo que este me despreze, se Deus o ama em toda e qualquer circunstância? O Senhor Deus derramou de forma inusitada o seu amor ao formar-me no ventre da minha mãe, de maneira admirável e maravilhosa e ao enviar o seu único filho Jesus Cristo, para que eu não morresse nos meus pecados, mas recebesse o seu perdão, a paz, vida abundante e vida eterna. Não existe amor maior que este. É um amor verdadeiro, sem barganhas ou interesse próprio. É o amor que se realiza simplesmente por amar. É o amor que aceita e respeita quando o outro lhe rejeita. Deus nos ama para que nós possamos amar a todos.

publicado por Rosângela às 22:58
 O que é? |  O que é? | favorito