Reflexões

Posts

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

"Bendito seja o Deus e pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai  das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações." II Coríntios 1:3,4

 

Hoje pensei nestes versículos depois de ouvir uma amiga que estava chorando com a morte da sua avó. A perda aconteceu há oito meses, mas a ferida ainda está muito aberta. Pude escutar suas palavras e o seu choro por um bom tempo. Enquanto ela falava relembrei o vazio que eu sentia quando a minha filha estava longe de mim e eu nunca pensei tanto na seriedade da morte, como nesse tempo, pois eu pensava: "Tenho a esperança que vou vê-la novamente, mas imagine se não fosse assim?" Certa vez escrevi : "A saudade é uma doença que só recebe a cura com  a presença da pessoa amada". O tempo que passa pode até aliviar, mas nunca cura. Chorei com a minha amiga e consegui sentir um pouquinho da sua dor. Não é por acaso que a Bíblia afirma que a morte é o nosso último inimigo à ser destruido.

 

Quando passamos por uma tristeza ou aflição, podemos entender melhor quem passa por algo semelhante. O nosso Deus nos consola para que possamos consolar outros.

 

A todos que perderam seus entes queridos ou estão longe deles, a minha palavra de consolo. Só sabe o que é isso quem passa. É uma dor indescritível. Nenhuma palavra será suficiente para confortar alguém  que perdeu o seu amado ou  a sua amada. Só Deus pode dar alívio e Ele nos usa para que ajudemos quem está sofrendo. O melhor a ser feito é ouvir tudo o que a pessoa quer falar, não criticá-la, procurar identificar-se com ela, orar, dar um forte abraço e ser sincero e solidário.

 

"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou." Apocalipse 21: 4

 

publicado por Rosângela às 15:37
 O que é? |  O que é? | favorito